Background Image

CONSTRUÇÃO DO MUSEU DA BÍBLIA


admin 20/12/2019

img-corpo_5.jpg

No início de outubro, o GDF anunciou que a construção do  “Museu da Bíblia” do arquiteto Oscar Niemeyer será concretizada até 2022. O projeto foi desenhado nos anos de 1990 e atualmente prevê que será no formato de Bíblia, contando com espaços como: cinema, praça de alimentação, biblioteca, exposições, teatro e salas para palestras.

A polêmica principal consiste no posicionamento das entidades de arquitetura e urbanismo que contestam a execução da obra de um arquiteto falecido.
Confira a seguir os pontos contestados e fique por dentro do assunto!

img-corpo2_.jpg

O principal questionamento é que as obras não deveriam ser executadas por Paulo Niemeyer (arquiteto e bisneto de Oscar) sem um debate democrático.
“Reconhecemos, sem qualquer dúvida, que o gênio criativo de Oscar Niemeyer é central na construção de Brasília e em sua valoração como obra universal. Acredita-se, no entanto, que a autoria se estende por todas as etapas do processo de projeto e construção de um bem. (…) Estas entidades recomendam que croquis, estudos preliminares, anteprojetos etc. de autores falecidos, conquanto sejam valiosos registros de sua inventividade, não sejam desenvolvidos e levados à execução por terceiros”, defende a nota assinada por representantes do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do DF (CAU/DF).

Plano de Preservação

 A construção envolverá um custo estimado de R$63 milhões, pagos com verbas de emendas parlamentares. Na altura do Cruzeiro, o monumento deverá ser erguido no Eixo Monumental.

img-corpo3_3.jpg

O posicionamento do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) declara que até o momento não foi apresentado oficialmente o projeto para análise e manifestação.

E você, o que acha desse tema? Disserte sobre o assunto deixando seu comentário a seguir.

Para conferir sobre outras postagens no blog clique aqui.

Comentários Facebook